Gabigol e a chance de se transferir para o Porto de Portugal

Mercado da Bola

Há pouco menos de um ano em 30 de agosto de 2016 a Inter de Milão anunciava com grande pompa a contratação de Gabriel Barbosa, o Gabigol, por 27 milhões de euros, após o jogador deixar o Santos com o status de maior promessa de uma equipe que já havia revelado nomes como Pelé, Robinho e Neymar.

Apenas uma temporada foi o suficiente para que o time de Milão tenha perdido a paciência com o jovem brasileiro, que neste 1 ano de Itália jogou apenas 184 minutos de maneira oficial pelo time e marcou apenas 1 gol contra o Bologna nesta reta final de Campeonato Italiano.

Com episódios como as reclamações públicas de seus agentes pela falta de chances ao jogador e até mesmo um ato de indisciplina como ter abandonado o banco de reservas em partida contra a Lazio por não ter sido utilizado pelo treinador só há uma certeza para o jogador: não há espaço para ele no elenco.

Para este início de temporada 2017-18 do futebol europeu o agente de Gabigol já disse que ele será emprestado pela Inter de Milão, em um movimento semelhante com o que a equipe fez com outra estrela do futebol nacional, Philippe Coutinho, que não brilhou na Inter e foi fazer sucesso após empréstimos e a chegada ao Liverpool.

E embora o Las Palmas tenha desde o princípio aberto as portas para o jogador finalmente se adaptar ao futebol do velho continente, tanto o jogador quanto seus agentes já escolheram o destino preferido para esta janela: o Futebol Clube do Porto de Portugal.

Além de ser uma das maiores potências do futebol português, o Porto é famoso por ser quase sempre a porta de entrada para grandes nomes brasileiros no futebol europeu, como foram os casos recentes de Diego, Luís Fabiano, Carlos Alberto, Deco, Jardel, Pepe, Anderson, Hulk, Alex Sandro, Danilo e muitos outros.

Apesar da pouca idade, Gabigol já pode ser considerado uma realidade no futebol nacional. Nascido em São Bernardo do Campo no dia 30 de agosto de 1996, Gabriel Barbosa de Almeida foi descoberto por Zito em uma partida amistosa de futsal do São Paulo contra o Santos onde marcou os 6 gols de uma goleada por 6×1.

O jogador chegou nas categorias de base da Vila Belmiro com apenas 8 anos de idade, e se tornou uma das maiores sensações com mais de 600 gols marcados. Aos 14 anos já tinha uma multa rescisória de 50 milhões de Euros e era definido “modestamente” por seu empresário como um jogador que possuía a técnica de Neymar, a perna esquerda de Ganso e a velocidade de Lucas.

Com 16 anos de idade subiu para o time principal do Santos, fazendo a sua estreia no dia 16 de janeiro de 2013 em uma partida amistosa contra o Grêmio Barueri. Fez a sua estreia oficial no dia 26 de maio daquele ano contra o Flamengo, ironicamente a última partida de Neymar com a camisa santista antes de se transferir para o Barcelona.

Sem a concorrência de Neymar se transformou rapidamente no maior destaque do time do Santos, sendo considerado no final do ano de 2015 antes do surgimento de Gabriel Jesus o jogador mais valorizado do futebol brasileiro.

As boas partidas com a camisa do Santos renderam também convocações para a Seleção Brasileira, tanto a principal onde fez parte do elenco que disputou a Copa América Centenário quando na Seleção Olímpica que ganhou no Rio de Janeiro a inédita medalha de ouro.