Éderson do Benfica rumo ao Manchester City

Mercado da Bola

Em pouco mais de um ano a nossa vida pode dar uma grande reviravolta. E foi o que aconteceu justamente com o goleiro Ederson, que em março de 2016 era apenas o reserva de Júlio César no Benfica e em maio de 2017 pode se transformar no goleiro mais caro da história do futebol mundial após conquistar a titularidade de sua equipe e cavar uma vaga na lista de convocados para a Seleção Brasileira do técnico Tite.

Ederson Santana de Moraes nasceu em Sento Sé na Bahia no dia 17 de agosto de 1993 e iniciou a sua carreira nas categorias de base do São Paulo FC, onde chegou em 2008 e passou pelas categorias Sub-15 e Sub-17 antes de não chegar a um acordo para renovação e deixar o clube um ano depois.

Encontrado por olheiros foi convencido a mudar-se para Portugal onde chegou às categorias de base do Benfica em 2009 e passou por diversos outros clubes por empréstimo antes de se firmar com a camisa do time: Ribeirão, Rio Ave, onde chegou inclusive a treinar faltas e o Benfica B.

Em 2015 subiu para a equipe principal do Benfica e foi o reserva imediato de Júlio César até a contusão do experiente goleiro, titular de duas Copas do Mundo com a camisa canarinho. Ederson chegou ao time para não sair mais, sendo uma das maiores revelações do futebol europeu na última temporada e deixando Júlio César desde então no banco.

Jogando bem com a camisa do time encarnado o goleiro foi convocado pela primeira vez para defender a Seleção Brasileira na Copa América Centenário ainda sob o comando do técnico Dunga. Uma contusão foi detectada e o jogador cortado da competição.

Na sequência foi convocado para defender o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas também acabou cortado por seu clube não libera-lo para a competição, que não é oficial da FIFA.

Ederson voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira para os jogos das Eliminatórias para a Copa de 2018 contra Paraguai e Uruguai no início de 2017, e novamente na última convocação de Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina.

Com as boas atuações que o goleiro conseguiu neste pouco mais de um ano como titular absoluto do gol do Benfica Ederson passou a ser cogitado em algumas das maiores equipes do futebol mundial, incluindo até uma observação mais de perto do Barcelona.

Porém, foi a dupla de Manchester quem olhou com mais carinho para o jogador, travando inclusive uma batalha nos bastidores pela contratação do jovem goleiro de apenas 23 anos.

Ederson possui como característica o jogo com os pés, e por isso conseguiu se destacar aos olhos de Pep Guardiola, técnico que tem nesta característica o seu principal desejo em um goleiro.

Foi com isso que o Manchester City avançou para a contratação do jogador e deve anunciar ainda esta semana a contratação do arqueiro por 45 milhões de Libras, algo em torno de R$188 milhões e que tornaria o brasileiro o goleiro mais caro da história do futebol mundial.

O São Paulo também deve se dar bem como clube formador do goleiro, e se estes valores se confirmarem verá entrar em seus cofres R$2,8 milhões.

Títulos:

– Campeonato Português: 2015-16, 2016-17

– Copa de Portugal: 2017

– Taça da Liga Portuguesa: 2016-17